Marcado: Champions league

Champions league 2011/2012,semi-finais, segundo jogo.

BARCELONA 2×2 CHELSEA

Foi sem dúvidas, um jogo muito emocionante em todos aspectos, e como não podemos evitar a comparação, muito semelhante ao jogo Barcelona x Inter de Milão em 2010, onde a Inter de Mourinho, superou este mesmo Barcelona, jogando com um modo muito semelhante ao apresentado pelo Chelsea nesse segundo jogo do confronto.

O Barcelona, fez um bom jogo, com posse de bola, linha defensiva avançada e marcação a zona com muita pressão, no seu 4-3-3 de movimentação constante, o que é de seu costume. No primeiro tempo, apresentou um futebol muito consistente no primeiro tempo, conseguindo manter o Chelsea recuado, marcando assim seus dois gols. Porém, por outro lado, o time de Pepe Guardiola, apesar de possuir um padrão tatico muito bem estruturado e que vinha se mostrando imbativel até então, nos ultimos 3 confrontos, perdeu por dois erros muito bem identificados: A linha defensiva avançada, que fornece muitos contra-ataques, levando em conta que sua zaga é lenta e apresenta problemas fisicos, e sua falta de objetividade, seu toque de bolaque por muitas vezes é uma jogada mortal, contra time muito defensivos, acaba se tornando um problema, pois os espaços acabam ficando pequenos, e o unico modo de ultrapassar isto, é atraves da jogada aerea, coisa que não é o forte do Barcelona.

Por parte do Chelsea, o time atuou no mesmo 5-5-0 em que o Mourinho utilizou no Camp Nou em 2010, com sua Inter de Milão, com duas linhas defensivas muito muito solidas, apostando todas suas chances ofensivos no contra-ataque, não esquecendo, que o esquema passou a ser 4-5-0, com expulsão no minimo controversa do Terry. O Chelsea, foi extremamente feliz em seu plano de jogo, conseguindo um contra-ataque primordial, fazendo o gol com o Ramires, após a expulsão do Terry, coroando sua consagração, com o gol nos acréscimos, com o ataque fulminante do Fernando Torress. Mais uma vez, devemos levar em consideração a garra deste time, também não esquecendo de seu técnico, Roberto Di matteo, podemos estar vendo surgir um “novo Mourinho”.

Enfim, foi um jogo espetacular, onde o Barcelona teve muito mais posse de bola, porém o Chelsea foi mais objetivo, aproveitando suas chances, e por isto, mereceu estar na final.

 

REAL MADRID 2×1 BAYERN (P)

Como mostra o resultado, o jogo foi o oposto exato do que aconteceu em munique, no primeiro jogo da semi-final, tambem não esquecendo dos acontecimentos atípicos, como muitos penaltis errados, em uma decisão onde vencedor perdeu duas cobranças.

O Real Madrid, desta vez, teve o dominio da partida e manteve a posse de bola sob seu dominio durante a maior parte do tempo. O esquema foi o mesmo 4-2-3-1 que o time apresentou em munique, porém, a atitude foi outra, o Mourinho corrigiu varios erros e fez seu time desempenhar uma partida eficiente, com um certo controle do meio campo. Porém, o time apresentou alguns erros na marcação, o que é oposto a times comandados pelo Mourinho, e isto, acabou custando o penalti que no final das contas, deu novas chances ao Bayern na partida.

O bayern, a exemplo do Real Madrid, também utilizou um 4-2-3-1, com Mario Gomes isolado a frente da linha de 3, que era composta por Ribery, Toni Kroos e Robben. O time atuou como franco atirador, como era de se esperar, sempre explorando seus pontas, buscando jogadas pelas laterais defensivas do Real Madrid. Assim como o Chelsea, foi feliz em sua estratégia, pois em uma destas investidas, o Ribery acabou sofrendo o penalti, que no final das contas, deu a chance, da classificação para a grande final, que foi concretizada nos penaltis.

Enfim, assim como Barcelona x Chelsea, este também foi um jogo emocionante, pois teve prorrogação, penaltis e infelizmente, algumas intervenções erroneas da arbitragem, assim como no outro jogo da semi-final, portanto, é bom registrar, estes “erros”, não acontecem apenas no Brasil.

Anúncios