Reflexão sobre os técnicos brasileiros.

Como assíduo ouvindo do programa Sala de Redação, apresentado de segunda a sexta, entre a 1 hora e as 2 horas da tarde na Radio Gaucha, ouvi uma frase do Wianey Carlet sobre a cultura e capacidade tática dos treinadores brasileiros, em relação aos outros do mundo que me levou a refletir sobre sua real condição. A frase, foi justamente esta abaixo:

“Os treinadores brasileiros são muito limitados, basta ver, que quando um vem com um padrão tático diferente, todos os outros começam utilizar este mesmo esquema.”

Após uma reflexão, mesmo discordando em varias análises deste mesmo jornalista, lhe dou toda a razão, quanto a questão dos técnicos brasileiros, e acrescento alguns fatos que  justificam esta opinião.  Podemos utilizar como exemplo mais recente disto, o 4-2-3-1, utilizado pelo Celso Roth em 2010, sendo que podemos afirmar, que este foi o “precursor” deste esquema no Brasil. Após este ter sucesso na libertadores,muitos dos técnicos brasileiros, começaram a utilizar este esquema, mesmo não possuindo um time com jogadores que se enquadrem neste esquema, e o resultado, foi o fracasso obvio, o que no final levou, à aquela teoria erronea da cultura que possuimos no Brasil, de que time apenas funciona com 4-2-2-2, e que qualquer coisa fora disto, se torne “invenção” ou ato de “treinador pardal”.

Isto que postei acima, sempre acontece no Brasil, mesmo sendo totalmente errado e oportuno por ambas partes. Pois no final das contas, não existe esquema ideal no geral, mas sim um esquema ideal para cada time, sendo tudo dependente do elenco e das peças disponiveis. Utilizando um exemplo abaixo, de quando o treinador é injustiçado aqui no Brasil:

O técnico possui bons zagueiros, laterais de grande qualidade de apoio, porém com problemas defensivos, atacantes velozes porém com baixa qualidade técnica, volantes com qualidade para marcar e criar, porém ausencia de um “armador nato” de grande qualidade.

Deixo a pergunta, qual esquema sera o ideal para esta situação?

Um bom treinador, saberá que esse time terá maior chance de ter sucesso, no 3-5-2, pois é um esquema que da oportunidade para a zaga mostrar qualidade, da maior liberdade para os volantes que possuem qualidade sairem para o jogo, cobre os problemas defensivos e aproveita a qualidade ofensiva dos laterais, e ainda da a oportunidade de recuar a linha defensiva com segurança, chamando o adversário para cima, tentando buscar espaços no contra-ataque, o que no final, acaba suprindo a falta do armador de qualidade, ao mesmo tempo que aproveita a velocidade dos atacantes, que não possuem bom qualidade para criar chances quando marcados.

No final das contas, este treinador é chamado de “retranqueiro” aqui no Brasil, mas se fizermos uma reflexão, na verdade eles estão utilizando o time de melhor forma, sendo o maior fato que justifica isto, é que os melhores treinadores do Brasil, são os chamados ” retranqueiros”, vide Murici, Celso Roth, Tite e Felipão, pois são estes que conseguem vencer titulos com elencos medianos, ou fazer boas campanhas com poucas peças de opção. Apenas um treinador atualmente, é ofensivista e está entre os melhores, justamente o Vanderlei Luxemburgo, fazendo a ressalva, de que este, apenas conquistou titulos com grandes elencos.

Tirando estes acima, temos os treinadores que insistem em padrões “táticos definitivos”, e são essa grande maioria, que justificam a frase do Wianey, pois estes fazem o contrario de adequar o esquema ao time, mas sim adequam o time a certos esquemas, que dificilmente são diferentes de 4-2-2-2 ou 4-3-3, e por conta disto, com falta de reposição, estes treinadores não conseguem bons resultados.

É uma boa reflexão, pois é um problema cultural no futebol brasileiro, e que pelo menos nisso, a europa ainda está a frente aos nossos padrões. Afinal, mesmo sendo pentacampeão do mundo, sempre é bom manter a humildade e buscar formas de melhorar.

 

Anúncios

Deixe sua opinião sobre a postagem ...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s