Champions league 2011/2012, semi-finais, primeiro jogo.

CHELSEA 1×0 BARCELONA

Poucos apostariam no Chelsea para ser o vencedor deste confronto, afinal, era um time que tinha problemas internos, mudança de treinador e estava em periodo de reestruturação, e em contra-partida, tinha como adversário, nada menos que o Barcelona de Guardiola e Lionel Messi, que era o unico time que ainda a ser batido na competição, não possuindo nenhuma derrota até o momento.

Porém, o Chelsea surpreendeu, mostrou muita disciplina e objetividade em campo, com um padrão tático muito bem estruturado, um 4-1-4-1 que apresentou uma marcação a zona perfeita, que recuava até a frente de sua intermediarea, anulando todo o poderio de Lionel Messi, Xavi e companhia, proporcionando contra-ataques perigosos que acabaram resultando no gol da vitória. É muito importante observar os resultados de Roberto di Matteo, talves este seja mais do que um interino, mas sim um potencial grande técnico pelo seu bom trabalho até agora.

Por parte do Barcelona, ficou evidente que seu “sistema quase perfeito” de jogo, possui algumas falhas graves. É um time que não possui uma alternativa de jogo, raramente modifica seu 4-3-3 com grande mobilidade e posse de bola, e isso pode ser um problema contra adversarios muito aplicados defensivamente, a prova disso foi o Chelsea de hoje, e ja vimos isto há 2 anos atrás, contra a Inter de Mourinho. A velocidade, também pode ser um problema, pois seus zagueiros não são seguros e o modo de pressionar o adversário com a linha defensiva avançada, pode proporcionar contra-ataques.

Basicamente, podemos dizer, que este jogo foi decidido na tática, o time mais aplicado e que menos errou em campo, acabou levando a vantagem, justamente o Chelsea.

 

BAYERN MUNIQUE 2×1 REAL MADRID

O Jogo Bayern e Real Madrid, foi marcado por algumas falhas decisivas por parte do Real Madrid, sendo que destas, a principal foi o ingresso do português Fabio Coentrão em campo, que simplesmente foi pessimo na marcação e acabou cedendo muitos ataques ao Bayer de Munique pelo seu flanco defensivo, tornando instável o sistema de defesa do Real Madrid.

Foi uma boa partida do Bayern de Munique, um time que dominiou grande parte do jogo, realmente jogou como mandante, num 4-3-3 muito agressivo, com Roben e Ribery em lados inversos, cortanto para dentro, dando tanto opções de chute, quanto de passe, sendo o centro-avante de ataque, o goleador Mario Gomez, que fez nada menos que 12 gols na champions league.

Por final, o Brasileirao Marcelo, talvez tenha explicado o motivo pelo qual não foi convocado para a copa de 2010, afinal, o Dunga é um treindor que preza pela obediencia e cautela, e o ato de “quase agressão” por parte do Marcelo, no jogador do Bayern, deveria ser punido com o cartão vermelho.

No mais, é no minimo estranho dizer isto, mas o grande José Mourinho, cometeu erros táticos graves, que lhe acabarão custando a derrota. Seu time foi burocrático, não conseguiu manter a posse de bola e apresentou uma marcação ineficiente, que resultou nos perigoso que o Bayern levou a sua meta de gol. Para completar a ironia, também não é nenhum crime dizer que o Guardiola, teve culpa no resultado do Barcelona, portanto, foi uma rodada, em que os dois melhores do mundo se sairam mal, o que prova, que até os maiores podem cair.

Anúncios

Deixe sua opinião sobre a postagem ...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s